Liderança de si mesmo: como o autoconhecimento pode melhorar a sua vida profissional

3 minutos para ler

Trabalhar o autoconhecimento é essencial para quem busca sucesso na vida pessoal e profissional. Embora seja uma tarefa difícil (afinal, não temos uma visão muito clara de nós mesmos), desenvolver essa capacidade nos torna mais conscientes de nossas ações e permite que adotemos a postura correta, especialmente em situações de crise.

Neste post, vamos mostrar como você pode liderar a si mesmo e tornar-se um profissional com maior inteligência emocional, capaz de trazer resultados relevantes e fazer a diferença na empresa.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura!

O que é o autoconhecimento profissional e qual a sua importância?

Podemos definir o autoconhecimento profissional como a consciência de todas as potencialidades e lacunas, tendo uma visão muito clara da postura e do que deve ser desenvolvido.

Por meio dessa noção bem estabelecida, é possível não só tornar-se um funcionário mais produtivo, como exercer uma liderança mais acertada e eficiente, que consiga gerir as atividades em prol dos objetivos da empresa.

Também é possível alcançar níveis mais altos na carreira e alcançar a evolução e a performance esperadas pelas organizações.

Qual a ligação entre o autoconhecimento e a autoliderança?

Paralelo ao autoconhecimento, podemos considerar a capacidade de autoliderança. Para liderar a si mesmo, é necessário saber exatamente quem você é, suas reações e percepções, para que consiga lidar com os impulsos.

Esse autocontrole é indispensável na hora de lidar com uma equipe, afinal, são pessoas com personalidades e reações totalmente diferentes. Nem sempre vamos lidar com pessoas compatíveis, e ter essa noção é essencial para exercer uma boa liderança.

Como desenvolver o autoconhecimento?

Alguns pontos podem ser trabalhados para o desenvolvimento do autoconhecimento e, consequentemente, um maior controle sobre suas ações e reações.

Responsabilize-se pelas suas falhas

Todos cometemos erros, mas, muitas vezes, criticamos os outros e ignoramos nossos próprios defeitos. Observar as atitudes e entender os erros que cometemos (com esforço, para que não sejam repetidos) é importante para tornar-nos pessoas mais conscientes e melhores profissionais.

Tenha consciência da linguagem corporal

O nosso corpo fala — às vezes, muito mais do que percebemos com consciência. A postura que adotamos sem perceber pode passar uma imagem inapropriada para a função ou lugar em que estamos.

Avalie a própria linguagem corporal e procure perceber que mensagem você passa para as pessoas que estão ao seu redor.

Pratique a reflexão

Um ótimo exercício de autoconhecimento é avaliar as suas atitudes e comportamentos do dia. Procure entender porque você teve determinada reação, que tipo de postura provocou um resultado mais positivo, como o seu tom de voz ou abordagem influenciou alguma situação.

Esse olhar mais cuidadoso fará com que você tenha uma maior consciência sobre si próprio e de como suas atitudes refletem nos vários aspectos da sua vida e trabalho.

Por meio dessas atitudes já é possível iniciar o processo de autoconhecimento, Mas vale lembrar que nem sempre o nosso olhar atento é suficiente. Muitas vezes, é preciso contar com uma ajuda externa, como o trabalho de coaching, por exemplo, para identificar e mudar as atitudes nocivas e estruturar o caminho para uma liderança mais inteligente e empática.

Se você gostou deste conteúdo e deseja ser notificado sobre novas postagens, assine a nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe um comentário