employee experience employee experience

Por que investir no Employee Experience em minha empresa?

6 minutos para ler

As empresas mais inteligentes já entenderam que, para atrair e manter os melhores talentos, elas precisam oferecer diferenciais para as pessoas. É nesse cenário que surge o Employee Experience, ou experiência do colaborador.

Essa estratégia é baseada na experiência do consumidor, mas voltada para o ambiente interno das organizações, a fim de garantir que os empregados se sintam acolhidos e motivados a fazerem as suas melhores entregas.

Ao longo desta leitura, você vai saber o que é Employee Experience e como implantar na sua empresa. Acompanhe!

O que é Employee Experience e por que ele é importante?

Com a nova geração de trabalhadores assumindo posições dentro das empresas, as organizações estão sendo obrigadas a adotar iniciativas para atrair, manter e desenvolver esses profissionais, a fim de integrá-los às equipes de alto desempenho.

Para isso, as organizações têm investido na melhora do clima organizacional, na atração dos melhores talentos e na retenção desses profissionais visando evitar o temido turnover, que traz diversos prejuízos.

Assim, o Employee Experience é caracterizado pelo conjunto de esforços que têm como objetivo criar uma atmosfera agradável de trabalho para os colaboradores, favorecendo o seu alto desempenho.

Para tanto, as empresas estão investindo na capacitação da liderança, para que ela torne-se verdadeiramente inspiradora. Da mesma forma, está sendo trabalhado o ambiente organizacional positivo, os valores organizacionais que promovem o crescimento e outros tantos fatores capazes de oferecer diferenciais que agreguem valor à marca empregadora da instituição.

Desafios

Apesar de o Employee Experience levar grandes benefícios para a organização (como a retenção de colaboradores e a melhoria do clima organizacional, o que favorece a produtividade e, consequentemente, os resultados organizacionais), a implantação dessa estratégia ainda traz diversos desafios, sendo o maior deles transformar o ambiente de trabalho.

Isso acontece porque cada profissional tem uma maneira distinta de mensurar e avaliar a sua satisfação. Assim, criar programas de Employee Experience que fomentem o engajamento dos funcionários é uma tarefa cada vez mais necessária e desafiadora.

Contudo, embora não seja uma tarefa fácil, é possível buscar esse engajamento oferecendo condições de trabalho que proporcionem bem-estar aos colaboradores e adequando o ambiente às necessidades para a correta realização de suas funções.

Ademais, o uso de equipamentos adequados para o exercício das atividades laborais é fundamental. Feito isso, a gestão da empresa pode considerar investir em outros aspectos, como oportunidades de crescimento e oferta de benefícios.

Como implantar o Employee Experience na empresa?

Veja, a seguir, o passo a passo para implantar o Employee Experience na sua empresa!

Faça uma pesquisa entre os colaboradores

Como uma boa experiência de trabalho é muito pessoal e, portanto, subjetiva, o ideal é fazer uma pesquisa de clima entre os colaboradores para identificar os pontos mais relevantes, e, assim, ter métricas para começar a trabalhar.

É importante estabelecer critérios de perguntas. Isso é fundamental para o sucesso da pesquisa, já que, como dissemos, cada pessoa tem a sua própria percepção do que é um ambiente de trabalho saudável.

Por meio das respostas obtidas, você pode identificar diversos fatores que possam vir a afetar o ambiente organizacional de maneira positiva ou negativa. Para tanto, leve em consideração a realidade da empresa, a sua cultura e os objetivos que se deseja alcançar ao elaborar as perguntas.

Conheça os membros do seu time

Apesar do time de colaboradores conviver diariamente, cada um tem uma cultura, vê as suas atividades de formas diferentes e valoriza o trabalho de formas distintas.

Assim, essas particularidades interferem, inclusive, nos processos e nas tomadas de decisões do negócio. Logo, o primeiro passo do Employee Experience é fazer o reconhecimento dessas diferenças e identificar de que forma a perspectiva de cada indivíduo influencia no desempenho do grupo.

Ofereça um ambiente de crescimento e valorização

As novas gerações de trabalhadores trazem consigo anseios não observados anteriormente, como autonomia, possibilidade de crescimento pessoal e profissional, desafios, valorização e a oportunidade de fazer uma trilha de carreira.

Nesse novo cenário, para melhorar o Employee Experience, é preciso incentivar os colaboradores para que eles possam desenvolver habilidades e elevar as suas responsabilidades dentro da organização.

Vale ressaltar que os líderes, se bem preparados, são capazes de colaborar nesse processo, pois eles podem assumir a função de mentores e conduzir os colaboradores em busca do desenvolvimento e do crescimento.

Para tanto, os gestores devem delegar tarefas, administrar conflitos de forma eficiente, manter uma comunicação eficaz (o que envolve um feedback contínuo), entre outras ações.

Promova o alinhamento entre Employee Experience e Customer Experience

Promover a experiência interna para só depois transcender as fronteiras da organização pode parecer algo básico, mas, recorrentemente, é ignorado por muitas companhias.

Em uma publicação da Harvard Business Review foi evidenciado que, caso a sua empresa queira promover o fortalecimento da marca, o ambiente de trabalho deve promover os seus conceitos primeiro.

Imagine uma empresa de tecnologia de ponta. Ela deve dar acesso aos seus colaboradores às suas soluções, a fim de formar embaixadores dos seus produtos e serviços. A Apple é um grande exemplo disso, pois os seus funcionários têm acesso a todas as soluções da empresa com condições de pagamento diferenciadas.

Assim, a grande vantagem de promover a experiência do colaborador é que os benefícios oferecidos pela companhia passam a ser percebidos pelos talentos internos em primeira mão, o que fortalece a identidade e a cultura do negócio.

Como vimos ao longo desta leitura, o Employee Experience é uma forma de aproximar os colaboradores da empresa, aumentando o engajamento dos profissionais com os objetivos traçados.

Mas o conceito vai muito além de um clima organizacional positivo, composto de ambientes descontraídos, e é aí que a gestão de Recursos Humanos deve atuar para que os objetivos organizacionais sejam alcançados. Seu significado tem relação com a valorização, reconhecimento, propósito, aprendizagem, confiança e autonomia.

Assim, o Employee Experience tem a função de despertar nos colaboradores a ânsia de darem o melhor de si, criando um ambiente de colaboração, com metas determinadas e alinhadas, capazes de proporcionar uma experiência positiva e voltada tanto para o crescimento pessoal quanto profissional.

Se você gostou deste post sobre porque é preciso investir no Employee Experience, assine a nossa newsletter para receber mais conteúdos como este!

Posts relacionados

Deixe um comentário